Sabe quando você julga um livro pela capa? Foi mais ou menos isso que aconteceu com esse mangá. Era sobre efeito borboleta, capa bonitinha, rosinha, compramos. Achando que era fofo. É ecchi. Forçado. Vamos ao resumo.

Meio que já comecei indo ao ponto, mas o mangá conta a história de Tateha Motoki, um menino apaixonado por sua amiga de infância, Nami Ageha, uma menininha meiga e bonitinha e ambos têm um namoro feliz. Logo no primeiro capítulo, somos surpreendidos com os dois prestes a consumar seu namoro quando, de repente, uma suposta irmã dela aparece e diz ao garoto que ele não é um menino de verdade, mas uma criação (algo como um robô, não sei).

Lógico que Motoki fica enlouquecido e sem entender e revolve pegar Ageha para saírem dali. No caminho, algo acontece e ele volta no tempo. Daí, ele descobre que, toda vez que ele e a menina estiverem a ponto de corresponder ao amor um do outro, o mundo irá resetar a partir de certo acontecimento (se eu falar, vai ser spoiler, hahaha).

Então, os dias de Motoki ficam cada vez mais doidos, em alguns casos, sem nenhum sentido, e ele passa a compartilhar vários tipos de acontecimentos junto com a namorada e mais duas amigas (um tanto quanto estranhas, diga-se de passagem). Em todas essas situações, os fatos são parecidos, pelo menos um pouco, e ele começa a perceber que algo estranho está acontecendo, mesmo que ele não tenha certeza do quê.

E por que eu disse que julguei o livro pela capa e tava errado? Bom, porque não é fofinho, nem tem uma coerência o tempo todo e muito menos tem aquele apelo que as histórias de efeito borboleta apresentam. Ah, e só pra completar, toda hora a Ageha tá quase sem roupa, ou a tal da Janome (a suposta irmã, que depois é enfermeira na escola, que depois é professora). É aquele tipo de mangá bem locão, só pra ter uns ecchi de graça ou uns efeitos sem noção ou capítulos soltos e sem conexão. Achei um pouco decepcionante, mas, acabei de ler e o finalzinho até que é legal. Não compraria se soubesse do que se trata. É a vida.

 

Corram para os links!

Não está disponível para leitura online. Curiosos? São só 2 volumes.

 

No Brasil, o mangá foi lançado pela Editora JBC.

Ageha

© 2023 by Lil Collection Co. Proudly created with Wix.com

This site was designed with the
.com
website builder. Create your website today.
Start Now