Black Clover

Tava esperando um pouco mais de história para poder falar sobre Black Clover, mas o mangá tem me deixado tão ansiosa que vou arriscar escrever sobre, mesmo com menos de um ano de lançamento. Se vocês ainda não ouviram falar da história, passem a ler, tem poucos capítulos ainda e tenho certeza que vale a pena dar uma conferida.

Black Clover me lembra muito Harry Potter, do qual sou muito fã: é uma história de magia, os personagens principais são crianças/adolescentes e eles precisam fazer testes para classificar sua magia, para receber seu grimório e são divididos em “casas”. Só que, ao invés de uma escola como Hogwarts, lá eles se dividem em grupos do Exército de Magos, ou seja, de acordo com sua especificidade de magia, sua mana e outras coisas, você é escolhido para uma determinada parte do exército. Todos no Reino de Clover podem usar magia, até as pessoas mais comuns, por isso, entrar no Exército de Magos é o objetivo dos mais jovens e de pessoas ambiciosas, que querem usar sua magia para ajudar e proteger os cidadãos. O chefe maior é o Mago Imperador, que, no momento em que se passa a história, é uma pessoa bem interessante e misteriosa, que gosta de aventuras e de novidades.

Dentro desse universo, o protagonista é Asta (ou Asuta, em japonês), um menino pobre, que não tem nenhum sinal de mana e que treina seu corpo para que o físico o ajude a ficar mais forte, já que parece ser o único que não consegue usar magia dentre as pessoas do reino. Ele e seu amigo de infância, Yuno, que foram criados juntos em um orfanato, são rivais na busca por se tornarem o Mago Imperador (parece familiar? Haha). Eles decidem prestar o exame para ingressar no Exército de Magos e, na cerimônia de entrega dos grimórios (pra quem não sabe, são os livros usados pelos magos para conjurar magias que aprendem. É comum em RPGs), Asta não é escolhido por nenhum livro, enquanto Yuno recebe o famoso grimório de 4 folhas, que só vai para a pessoa com maior mana e capacidade mágica. No entanto, quando passa por uma situação difícil com um delinquente, Asta acaba encontrando um grimório todo esfarrapado, com o símbolo de um trevo de 5 folhas e é aí que ele se torna capaz de usar um tipo diferente de poder: a anti-magia! Yeah! O cara tem um livro que o ensina a “cortar” magia, cancelar, ser massa! Hahahaha Não vou contar muito mais, porque vocês precisam ler e conhecer essa história!

Comecei a ler o mangá pouco tempo depois que saiu no site da Mangás Project. Fiquei curiosa que envolvesse magia e achei os desenhos bonitos, então decidi apostar. Estou gostando muito do desenrolar da trama, gosto bastante de divisão dos personagens, das características de cada um e da forma como o autor está introduzindo novos elementos. Espero, sinceramente, que dê certo e que o mangá possa mostrar todo seu potencial, pois a história e a base são muito boas, só precisa de consistência, já que o autor faz tudo num ritmo bem rápido. Eu estou apostando e gostando. Acho que vai longe. E vocês?

 

Corram para os links!

Mangá Online: 

MangásPROJECT

 

Ainda não tem previsão de anime, mas esperamos que tenha potencial para isso :D

 

 

© 2023 by Lil Collection Co. Proudly created with Wix.com

This site was designed with the
.com
website builder. Create your website today.
Start Now