Costume e Play. É a junção dessas duas palavras que fez surgir a maior atração e maior desafio dos eventos de otakus em todo o mundo: os cosplays! Em busca de representar bem o seu personagem preferido, os fãs de animes gastam tempo e dinheiro, se dedicando à fantasia de ser por um dia parte da história que ele acompanha semana a semana. O amor à história, a fidelidade ao personagem e a vontade de ser reconhecido por onde passar, faz com que o otaku não sossegue até ver seu 'outro eu por um dia' pronto.

Mas a ideia de se fantasiar dos personagens não surgiu dos japonesistas. A primeira vez que um ídolo saltou das histórias para a vida real foi nos Estados Unidos, em 1939, durante um evento para fãs de histórias de ficção científica. Daí em diante, a febre de se fantasiar de acordo com alguém admirado e os eventos onde os fãs se reúnem para discutir o que gostam tomou o mundo e não pára de crescer.

A sensação de ser alguém que você admira faz do cosplayer um ser além do vai e vem do evento. Ele perde sua identidade por um sonho que se concretiza a cada fotografia tirada. Dentre os motivos para se vestir à caráter e ir ao público está a identificação com algum personagem, a tentativa de reconhecimento dentro do evento, a socialização que é facilitada pela roupa e a vontade de ir em grupo se apresentar. Além disso, os concursos servem aos propósitos dos organizadores de eventos, que usam os cosplayers para divulgação, quando não os próprios fantasiados que produzem o encontro.

E não é só por diversão que algumas pessoas se dedicam à arte do cosplay. Concursos sérios, premiações em dinheiro e até viagens ao exterior são alguns dos atrativos que levam algumas pessoas a se tornarem cosplayers profissionais e viverem inovando na fantasia. O Yamato Cosplay Cup é um exemplo de concurso nacional que reúne os melhores no evento Anime Friends, em São Paulo. O YCC tem uma versão internacional, na qual há participantes da Argentina, Paraguai, Chile, México e, claro, Brasil.

Diversão ou trabalho, o fato é que fazer um cosplay exige dedicação, paixão e, essencialmente, um bom dinheiro disponível. E o melhor de tudo é a sensação de estar representando um pouco da cultura amada para pessoas que entendem e admiram seus gostos. De fato, um cosplay não é um simples costume, mas carrega o significado da brincadeira, da representação e da boa e velha forma de conquistar amigos num lugar onde o mundo ideal dos otakus se torna um pouquinho verdade: nos eventos.

Cosplay: a arte em ser um otaku

© 2023 by Lil Collection Co. Proudly created with Wix.com

This site was designed with the
.com
website builder. Create your website today.
Start Now