Existem alguns tipos de história que, por si só, deixam a gente em estado de reflexão. Algumas nos marcam por algum momento que estamos vivendo, outras simplesmente pelo que representam. Deadman Wonderland faz parte dessa última categoria. O anime e, mais profundamente, o mangá, contam a história de uma prisão um tanto quanto sinistra, para onde vão os prisioneiros condenados à morte. Em Deadman Wonderland, é preciso aprender a sobreviver, já que há jogos sangrentos envolvendo os presos, uma total crueldade e falta de direitos humanos.

O foco do mangá/anime é em Igarashi Ganta, um adolescente normal, que, certo dia, vê sua vida virar de cabeça para baixo quando seus colegas de classe são assassinados e ele se torna o principal suspeito do crime. Ganta acaba sendo acusado, injustamente, pelo crime, e enviado para a Deadman Wonderland. Apesar de não ter cometido o crime, o garoto sabe que foi um “homem de vermelho” quem o fez e ele luta para descobrir o motivo por trás desses acontecimentos.

Na prisão, Ganta descobre coisas extremamente anormais sobre a história de Deadman Wonderland e de seu sistema de prisão. Cada um dos presos passa a obter algum tipo de poder especial, associado ao próprio sangue e são obrigados a participar de “jogos” para divertir os visitantes (wtf?) da prisão, que se localiza em uma ilha, na qual há também um parque de diversões. Estes jogos são chamados Carnaval de Sangue, que colocam os prisioneiros com “mutações” em combates, para eleger o mais poderoso entre eles. Para participar do jogo, cada prisioneiro recebe um apelido, de acordo com sua personalidade, que é o nome de um pássaro, o de Ganta é Pica-Pau.

Ao passar a viver em Deadman Wonderland, Igarashi começa a descobrir coisas sobre seu passado das quais não se lembrava e percebe que Shiro, uma amiga de longa data, não é exatamente quem ele imagina que seja. Mas, muita coisa está por trás do mistério que envolve suas vidas e as experiências da prisão.

Particularmente, eu achei a história bem interessante, com uma carga emocional bem forte e com características que a tornam reflexiva e um pouco medonha. Várias vezes eu me peguei lembrando da vez em que “sortearam” qual órgão do corpo do Crow iam tirar e da agonizante cena em que lhe arrancam um olho. Ou então da parte em que cortam os cabelos da menina ou mesmo a parte da fuga deles da prisão. 

O anime possui apenas 12 episódios e um OVA, e a história continua no mangá. Por isso, o fim da animação deixa um vácuo e muitas coisas são explicadas nos quadrinhos. Vale a pena, para quem gosta desse tipo de história, conhecer ambos!

 

 

Corram para os links!

Anime Download:

Sakura Animes

 

Anime Online

Animeq

 

Mangá Online

Mangás PROJECT

 

No Brasil, o mangá foi lançado pela Editora Panini.

 

Deadman Wonderland

 

© 2023 by Lil Collection Co. Proudly created with Wix.com

This site was designed with the
.com
website builder. Create your website today.
Start Now