Vou confessar que não esperava grandes coisas desse mangá. Não por ele em si, mas pelo gênero: um western, ou seja, aquelas histórias da Guerra Civil dos Estados Unidos, do sonho americano e de milhares de imigrantes vindo pra América. E, pra contar isso, muito sangue, violência, faroeste, gente descontrolada e etc., coisas das quais não costumo gostar. Só que a história de Green Blood vai tão além disso que devorei os cinco volumes rapidinho.

Pra começar, pense em uma cidade cheia de gangues. Agora, imagine lutas constantes dessas gangues por poder. Por fim, imagine o melhor assassino de um dessas gangues, o mais temido e o mais frio na hora de resolver os problemas. É em volta desse personagem, Brad Burns, ou como conhecido nas ruas, o Grim Reaper (Ceifador Sinistro), e de seu irmão, Luke Burns, que se desenrola a história de Green Blood.

Brad e Luke são descendentes de irlandeses que vieram há muito tempo para a América. Seu pai, juntamente com um amigo, fundou uma das maiores gangues de Nova York, no distrito de Five Points: a Grave Diggers. A intenção deles era devolver a ordem às ruas daquela cidade. No entanto, quem controla a GD é McDowell, o antigo amigo do pai dos meninos, que desapareceu quando eles eram crianças.

Criados principalmente pela mãe, Brad e Luke cresceram muito próximos, unidos em qualquer situação, um cuidando do outro. Mas o irmão mais novo nem desconfia o que Brad esconde e o que ele faz há mais de 10 anos: trabalha como assassino, em busca de vingança.

Uma reviravolta aproxima ainda mais os jovens Burns e toda a verdade é revelada. Eles partem, então, juntos em uma busca pela justiça. No caminho, encontram amigos, pessoas que se tornam muito queridas e têm uma vida plena, tudo isso permeado por lutas, mortes, sangue e sacrifícios.

Boa parte da história de Green Blood é baseada em fatos reais, com pequenas alterações para ser um mangá mais irreverente. Durante todo o tempo, a gente lê ansioso pelo que está por vir e torcendo para que Brad e Luke encontrem a paz e realizem os sonhos de tantos imigrantes: uma vida feliz na América.

 

Corram para os links!

Mangá Online:

Mangás PROJECT

 

Não existe anime. 

 

No Brasil, o mangá foi lançado pela Editora JBC. 

 

Green Blood

© 2023 by Lil Collection Co. Proudly created with Wix.com

This site was designed with the
.com
website builder. Create your website today.
Start Now