Lá vem mais uma história pesadinha pra completar as últimas leituras, hahaha. Bem, decidi tirar uma semana da leitura dos meus livros pra dar uma atualizada nos mangás da coleção. E o pior foi que acabei pegando vários meio sinistros. Vamos ao que interessa.

Prophecy (no japonês, Yokokuhan) é um dos mangás que mais me deixou intrigada até hoje. Comecei a ler o primeiro volume na maior expectativa, já que logo de cara o “homem-jornal” já aparece e faz o seu anúncio na internet. Bem, a história tem como tema o mundo virtual e as ações das pessoas na web ao se depararem com vídeos que incitam burburinhos. Os personagens principais são o homem-jornal ou Jornal e o Departamento Anticrimes Cibernéticos do Departamento Metropolitano de Polícia de Tóquio: a subdelegada Yoshino e seus subordinados Okamoto e Ichikawa.

Durante o mangá, o homem-jornal posta vídeos na internet, vestido com uma camiseta parecida com a tela de um smartphone e o jornal do dia na cabeça, como uma máscara. Todos os seus vídeos são postados com nomes simples, começando no Arquivo001 e a sequência, e apagados logo em seguida. Em todos os vídeos, o Jornal anuncia algo que irá fazer no dia seguinte, com alguém ou uma organização em particular, sempre atos terroristas ou de vingança pelo que as pessoas em questão já falaram ou fizeram em público. O objetivo da polícia é descobrir o que o homem-jornal quer e impedi-lo de cometer crimes mais graves, além de monitorar a movimentação que tais vídeos causam no mundo virtual.

No final do volume 1 do mangá (são 3 no total), nós, leitores, somos surpreendidos com a história do homem-jornal e do possível gatilho que provocou todas as suas ações. Além de descobrirmos que ele tem ajuda de outras pessoas e como ele planeja tudo o que faz de forma inteligente e antecipada. A polícia, é claro, é frustrada em várias tentativas de capturar o Jornal e, assim, fazê-lo parar com os vídeos e suas consequências. Na internet, as pessoas se dividem entre quem concorda com o terrorista e o apoia e quem acha suas ações ridículas e sem sentido.

Eu gostei muito do desenrolar da trama. Em todos os seus planos, o homem-jornal nos deixa intrigados e espantados com o quanto é brilhante e pensa em todos os detalhes. No final, a polícia e todos nós descobrimos os objetivos por trás de todas as ações e posso dizer que fiquei impressionada com a simplicidade da motivação. É uma história muito legal, com traços muito bonitos e clímax brilhantes.

 

Corram para os links!

Mangá Online: 

Mangás PROJECT

 

No Brasil, o mangá foi lançado pela Editora JBC.

Prophecy (Yokokuhan)

© 2023 by Lil Collection Co. Proudly created with Wix.com

This site was designed with the
.com
website builder. Create your website today.
Start Now